05 agosto 2008

Depoimento de Alexandre

No dia 01/10/2007, minha "sorte" teria chegado. Me ligaram falando que estava disponível a minha córnea.Fiquei nervoso, tinha apenas 4h para dizer sim ou não. Devido a esse aperto, passei a córnea pra frente.
No dia 03/10/07, me ligaram novamente. Juntei coragem e disse "sim", achei coincidência me ligarem 2 vezes, achei que era um verdadeiro recado de Deus, mandando eu me curar. Meu Deus, se eu soubesse o que ia acontecer comigo...
Fiz o transplante num conceituado hospital de Goiânia (moro no interior), onde já tratava desde os 14 anos (atual 26).No fatídico dia, entrei na sala de cirurgia, rezando muito... muito... pedindo a Deus pra me acompanhar.
Fiz o transplante no olho esquerdo. Ocorreu aparentemente tudo bem.
Fui para o hotel com minha família. No dia seguinte (05/10/07) de manhã, ao pingar colírio, ardeu bastante. Achei estranho. Chegando ao médico, constatou uns "pontos frouxos, e um estourado" - juro que não fiz nada de mais, fiquei em absoluto repouso.
Tive que voltar ao centro cirúrgico. Para dar outros pontos. Minha médica, disse que achou meu olho vermelho, e resolveu colher material do meu vítreo, no meio da cirurgia.Resultado do exame: klebisiella – uma bactéria bem virulante (agressiva).
Bem, ai começou meu calvário... Repassou-me para um PHD em infecção, que me receitou 3 doses de um remédio na veia. E me disse que o certo, era tomar essa injeção no olho (Injeção intravitrea).
Minha médica não seguiu o procedimento padrão.
Meu olho inchou muito... muito.. muito mesmo!
Por incrível que pareça, minha médica falava que era bom meu olho estar inchando, pois era sinal que o organismo estava reagindo (juro que ela falou isso).
No dia 09/10/07, minha nuca começou a inchar, minha gengiva começou a ficar dolorida. Meu olho estava muito grande.
Nunca rezei tanto na minha vida. Bati altos papos com Deus, refleti sobre toda minha vida... E sinceramente, temi por ela, pois poderia ser vitima de infecção generalizada.Dia 10/10/07: Me levam em outro hospital (CBCO), fazem uma ultra-som, e constatam que meu vítreo (parte liquida interna do olho) estava todo cheio de material infeccioso.
Junta de médicos, vêem todo meu quadro, e falam: “Rapaz, seu caso é muito grave, você corre o risco de perder seu olho ou até de acontecer algo pior. Temos que agir agora”Perguntei: Doutor, mas corro o risco de ficar cego, olho murcho e de ter que arrancar o olho? Resp: Sim, tudo isso.
Perguntei: Mas posso ficar bom? Resp: Sim há chances.
Pois é, 3h depois, fiz um vitrectomia. Nas 3 cirurgias fiquei acordado. Como sempre, rezei durante toda a cirurgia, pedindo proteção a Deus, meu anjo de guarda, Nossa Senhora e Santa Luzia. Não tinha um pingo de dúvidas, de que meu olho ficaria bom.
Durante a vitrectomia, os médicos diziam: “Olha só, o vítreo dele virou um algodão” doce (as colônias de bactérias). Tínhamos que estar filmando isto”Meus amigos... sai da cirurgia.. no outro dia já me sentia melhor, sem aquela sensação de febre e cansaço.
A CÓRNEA pegou! Mas a infecção, afetou e muito meu olho... não enxergo mais nada dele... além de ter perdido muito volume, ficando murcho e com aspecto estranho, pois a córnea nova, ficou grande para olho.
Minha retina esta estruturalmente boa, mas a infecção “intoxicou” meu olho, levando o mesmo a perda das funções.
Quando se está operado, temos a tendência de acreditar em tudo que os médicos dizem.
Não vão nessa, qualquer vermelhidão, fale com seu medico, e SEMPRE VÁ ATRÁS DE UMA SEGUNDA OPINIÃO, MAS NÃO AMANHÃ, E SIM HOJE!!!! ESTUDANDO NA INTERNET, SOBRE MEU PROBLEMA, NOTEI QUE É PROCEDIMENNTO PADRÃO: SUSPEITOU DE INFECÇÃO HOSPITALAR/ENDOFITALMITE: INJEÇÃO INTRAVITREA DE ANTIBIÒTICO E CORTICÓIDE E RETIRADA DE MATERIAL PARA ANTIBIOGRAMA.O INDICE DE CEGUEIRA POR ENDOFITALMITE, É ENORME! TODOS OS ARTIGOS MÉDICOS QUE ESTUDEI, AFIRMAM ESTA PATOLOGIA É O MAIOR DESAFIO DA OFTAMOLOGIA.Sempre tive muito medo dessa cirurgia... mas deu no que deu.. rezo muito todo dia, e espero sim um milagre!
Do OD enxergo normal, dirijo e só uso óculos de grau.
Abraço a todos!
.
Alexandre, difícil dizer algo que minimize o que fizeram contigo. O prazer de viver e de curtir as coisas boas da vida deve sempre prevalecer.
Milagres acontecem...

4 comentários:

Du Sayeg disse...

Ola Alice!
Tem um selo para vc no meu blog!
Da uma passada la e ve!
Abraços!

Gutemberg Xavier disse...

sua mensagem não será esquecida, você vai para meus favoritos.

_________________________________
www.opernambucano.blogspot.com

maria estela disse...

Alexandre.
Tb tinha medo em fazer o transplante.Sou enfermeira e sei todas as consequências que podemos passar num pós operatório..Pois como eu sempre digo.Pesquise muito a respeito da equipe médica.Eu fiz isso pq não tinha noção nenhuma com quem eu iria operar em SOROCABA..
O seu depoimento serve de lição para muitos que ainda vão operar, como eu que vou operar o Olho E ainda...
Lhe desejo tudo de bom..Abraços!

maria estela disse...

Alexandre.
Tb tinha medo em fazer o transplante.Sou enfermeira e sei todas as consequências que podemos passar num pós operatório..Pois como eu sempre digo.Pesquise muito a respeito da equipe médica.Eu fiz isso pq não tinha noção nenhuma com quem eu iria operar em SOROCABA..
O seu depoimento serve de lição para muitos que ainda vão operar, como eu que vou operar o Olho E ainda...
Lhe desejo tudo de bom..Abraços!