08 maio 2009

Sorrindo, sempre! [Quatro meses de transplante]

Descobri, nesses 4 meses transplantada, que não me importo com o resultado do transplante. Recebo cada novo desafio como se fosse parte de um processo pessoal de amadurecimento.
Não existe crescimento sem pontes difíceis de serem ultrapassadas. Ou eu sento e espero que alguém me leve pela mão ou atravesso sozinha levando na alma a coragem e a certeza de que chegarei ao outro lado.
Preciso atravessá-la sozinha, não porque não exista ninguém ao meu lado, e sim, porque o desafio é só meu.
No fim da ponte, sei que encontrarei todos que me querem bem. E entre tantos, estarás lá.
Torcendo.
Incentivando.
Em um só grito de VALEU!
Posso demorar a ultrapassar todas as barreiras, mas não importa como, chegarei lá com um sorriso no rosto.

11 comentários:

Dilma disse...

Mamuska,
Fico feliz e emocionada em saber como vc vem superando esta etapa tão difícil da sua vida. Que bom que tens extraído coisas boas em meio a essa turbulência.

Seja feliz com o que Deus lhe concede - "SUA VIDA"

Beijos de sua filhuska

xisde-xd.com disse...

Seus textos são ótimos

Parabens pelo blog


Visite: www.xisde-xd.com

Anônimo disse...

Claro que vou estar do outro lado, te esperando com uma cesta cheia de alegria, uma caixa de bombons de carinho e um coração fotógrafo para eternizar o momento-exemplo. Te admiro muito, guria!

Denise Capra

Rosangela A. Santos disse...

Vc serve de exemplo e esperança ...

parabéns!!

Abç.

Mr. Rickes disse...

Importante sua atitude por mostrar mais desse assunto aos leigos, alem de dar a versão do implantado. Siga firme e em paz!

0/

mano maya kosha disse...

Achei contagiantemente com vida o que escreve, quando temos conhecimento de causa, são outros 500 a expressão que exalamos, me recordei de uma frase que talvez nem tenha conexão, mas foi ao que me remeteu: "não tenho caminho novo, o que tenho de novo, é o jeito de caminhar, aprendi, a seguir cantando, como convém a mim, e aos que vão comigo, pois já não vou mais sozinho"

Eu amo a E.Y. disse...

Oi Alice, por essa foto nota-se que a recuperação segue a pleno vapor. Fico muito contente com o restabelecimento pleno da visão.

Lembro de uma foto anterior em que uma vista aparecia com um irritação. Agora não dá nem para saber qual foi a transplantada.

Bela notícia!!!

Reitero meus votos de que tudo continue transcorrendo da melhor forma possível.

Beijos!

Jeff McFly disse...

Poxa... que bom ver que a sua luta está tendo um bom resultado.

Fico feliz por tu. Só quem perde ou está perdendo alguma coisa, quelquer que seja ela, sabe o que você está passando e passa dar mais valor as pequenas conquistas, ne?

kacau cordeiro disse...

ALICE CADA POSTAGEM SUA REVELA COMO DEUS A AMA. VC VEM SENDO UM EXEMPLO DE FORÇA E SUPERAÇAO... SEI DO SOFRIMENTO E DAS MARAVILHAS QUE UM TRANPLANTE DE CORNEAS PODE CAUSAR EM NOSSAS VIDAS. FIZ NOS DOIS OLHOS, MINHAS DUAS CORNEAS SAO DOIS FILHOS AMADOS QUE TENHO. QUERO DIZER Q CADA VEZ Q LEIO AS COISAS Q VC ESCREVE REVIVO UM POUCO DO Q JA PASSEI, MAS QUERO TE DIZER Q QUANDO ESSA FASE PASSAR NOVA PESSOA VC SERA. PARABENS.... E OBRIGADA PELO EXEMPLO DE VIDA.

Eu amo a E.Y. disse...

Oi Alice, eu é que agradeço a sua passagem pelo meu blog.

Respondendo as suas perguntas, o blog começou em agosto de 2007. Mas em outubro eu conheci outra menina e, diante do total afastamento da EY, comecei a namorar. Com isso, parei com o blog durante todo o ano de 2008. Só em dezembro, já de namoro terminado, voltei a ter contato com a EY e tudo o que eu havia sentido em 2007 voltou com força total. E aí deu no que deu, retomei o Blog, me declarei formalmente para ela e a coisa chegou na atual situação (infelizmente), mas, como diz a música, "ainda estão rolando os dados".

Beijos!

Fuchsia disse...

Oi Alice!

Aqui a Elsie vai ficar também do outro lado da ponte esperando por você. Se eu chegar um pouco atrasada é porque vou a meio da minha ponte também.
A minha op está marcada para Setembro. Tenho momentos em que a concentração nas tarefas mais minunciosas fica bem difícil. A visão está piorando. Você me teu força com este teu blog.Obrigada!
Não interessa a velocidade, Alice, tens razão, estás a lutar por chegar ao outro lado. Hás-de lá chegar. Agradeço-te por me mostrares o caminho.

um abraço Elsie