04 março 2009

Força e fé

Recebi ontem um comentário que me tocou de maneira especial. Não sou psicóloga, mas li como mãe e receptora da córnea de um jovem.
A frase "por favor, como tratar alguém que perdeu a visão e perdeu a fé na vida? Nos ajude.", mexeu comigo. Senti-me impotente.
O que responder a um apelo tão forte como esse? Carrego comigo apenas a minha experiência de vida e a minha fé.
E foi baseada nelas que escrevi este post.
Em qualquer situação desesperadora, a família é o suporte que vai aliviar ou reforçar a dor. Portanto, é preciso um apoio total, uma paciência infinita, um amor incondicional e uma aceitação na fé.
Não adianta abraçar e chorando junto perguntar "por quê?". Essa resposta não encontraremos nunca. O fato aconteceu e é a partir dele que devemos encontrar a forma de viver daqui para frente.
O abraço é essencial, a força, primordial.
Se fosse com o meu filho eu mostraria que a vida vale a pena sempre e se a visão de um olho nos foi tirada, temos o outro; que a adaptação pode ser lenta, mas não é impossível; que há duas opções: ser fraco ou ser forte. Escolhendo a segunda, a cada pequena conquista, uma grande vitória.
O acompanhamento de um psicólogo seria ótimo também.
A córnea? Eu doaria. Não jogaria no lixo essa chance.

Aurineia, quero acompanhar a evolução do teu irmão. Meu email está ao lado.
Acredita numa força maior e que nada nos acontece por acaso, mesmo que não consigamos compreender.
Ele não faz nada que não deva ser feito.
Tens aqui um ombro amigo sempre disposto a te acolher.


(O comentário está no link http://novacornea.blogspot.com/2009/02/depoimento-de-renata-guerra.html)

11 comentários:

Rosangela A. Santos disse...

Emocionate o seu post .. alem de consientizador ..

Concordo vc ..

Parabéns!!

Abç.

Livia Queiroz disse...

É dificil mesmo ter fé quando as coisas desandam.
Antes de cuidar do corpo aprendi q eh necessario cuidar da alma... Digo isso n apenas como uma espectador, tive cancer aos 16 anos, e quase desisti tbm, mas a gente acaba descobrindo q a vida vale à pena, a gente encontra pessoas q nos ajudam q nos mostram um caminho diferente. COmo perder a fé se essa pessoas são Anjos enviados por Deus???


Bjoks

Diego Janjão disse...

Nossa,emocionante!
caramba,as vezes penso que minha vida está uma merda,mas senti agora que tem gente em situações mais desconfortáveis...

Espero que ele não tenha perdido a fé...

muito bom teu blog,pelo conteudo e pala conscientização!

Visitem:JaNjÃo ComicS

, suzigan disse...

Olá Alice ..
Achei muito legal seu blog .. E também sou a favor da doação de órgãos ..

sucesso pra você

Beijos :*

Fênix Dualista disse...

Acho extremamente salutar partilhar suas experiencias sobre doação de órgãos, um gesto mais que bonito, um gesto de desprendimento e muito amor.
Parabéns e fé na sua caminhada!

Gustavo Martinho disse...

na verdade acho que nesses momentos que entendemos o que é a fé(na vida).
mas eu já trabalhei com crianças com alguma "deficiência", não que ajude, mas a alegria delas é muito maior quando descobrem que a vida não depende de sentir prazer com somente um sentido.
imagine a vida como uma árvore, nós somos o tronco, mas quando ficamos impossibilitados de fazer alguma coisa, nos transformamos em galhos, galhos que podem alcançar mais e mais alto, e muitos outros lados. isso que você tem nas costas é um peso imenso, sei que não posso fazer muito(ou nada), mas qualquer dúvida sobre o assunto, idéia, só me contatar no blog ou no email:
gustavruzra@gmail.com

boa sorte.

30 e poucos anos. disse...

É uma situação muito delicada e a família é primordial neste momento.

Gustavo Martinho disse...

não precisa agradecer, de verdade.
bom, fiz uma pesquisa sobre alguns centros de doação.
não sei se ajuda muito, mas pelo tamanho da população, o centro de São Paulo é o mais indicado, pessoas que esperavam anos em suas cidades, quando se cadastram em SP é questão de meses até que se consiga.
estou a procura do endereço e telefone de contato do hospital.
eu te passo por email quando conseguir.
boa sorte em sua jornada

douglasfert disse...

Nos sentimos impotentes muitas vezes quando nos deparamos com situações como essas. O que fazer?

Bem, realmente é difícil e parte de cada caso para um caso.

Mas palavras boa, verdadeiras e não falácias, é o que as pessoas precisam ouvir.

Renata Guerra disse...

Aurineia, também gostaria se possivel manter contato com você por e-mail ou msn... Pq é tão dificil deixar de acreditar na vida ou na fé... Pense o seguinte, ele perdeu apenas um olho, não foi? Até nesse momento Deus esteve presente, foi apenas um... Por mais de 10 anos eu vivi exergando apenas do olho direito, do esquerdo via apenas vultos e nem por isso perdi minha fé ou deixei de acreditar na vida, pelo contrário, sempre trabalhei, fiz faculdade e até passei em concurso publico, fez falta? Pode até ser, mas não deixei de viver... Seu irmão é jovem, tem muita coisa pela frente, pode ter certeza q a gente aprende a conviver com tudo na vida, Deus não nos dá um fardo maior q nossas forças, vc e sua familia vão saber superar, pode ter certeza e FÉ!
Obs.: email: guerraqueiroz@hotmail.com

Anônimo disse...

Se fico triste em ler posts assim, fico feliz que pessoas se unem em busca de compartilhar emoções e sofrimentos, em busca de desabafos e mais em busca de ombros amigos.... esse é o milagre da Internet, conhecer e entender coisas jamais imaginadas. DEUS está presente na vida de cada um de nós e somente assim cresceremos... ter fé é tudo... Creia em você que é o que Deus quer.... Construa uma vida digna e ajude a quem precisa....

Gostaria que vocês conhecessem o SITE dos portadores de Visao Monocular, cegos de um olho, lá lutamos por um mundo mais humano e justo....
Com a permissão da Alice Daniel quero indicar este site, sugiro ainda que se faça uma parceria para ajudar a todos...
www.visaomonocular.org