22 fevereiro 2009

DALK - Ceratoplastia lamelar para Ceratocone

Assim como na Distrofia de Fuchs há técnicas modernas de transplantes lamelares (DSAEK, DMEK), no Ceratocone também encontramos a técnica chamada de Ceratoplastia Lamelar Anterior Profunda (DALK - "Deep Anterior Lamellar Keratoplasty").
Segundo os especialistas, uma maneira de reduzir a probabilidade de rejeição.
Em um enxerto na ceratoplastia lamelar, somente a porção externa (anterior) e principal da córnea, o estroma é reposto; a porção interna (posterior da córnea) do paciente é mantida, proporcionando uma integridade estrutural adicional para a córnea pós-enxerto.
Devido as rejeições dos enxertos geralmente iniciarem no endotélio, as chances de uma rejeição são bastante reduzidas. É também possível a conservação do tecido de córnea em meio congelado a seco, o que faz com que as células da córnea doadora estejam mortas, assim sem chances de que haja rejeição.
Tanto as técnicas DSAEK/DMEK quanto a DALK ainda possuem um número grande de indagações.

3 comentários:

Tony Prado disse...

Bem interessante a técnica, principalmente pelo fato de diminuir as possibilidades de rejeição. Acho que tudo o que produz um efeito melhor e menos arriscado pro paciente, não importa o tipo de cirurgia, está valendo. Abraço.

Liipee disse...

Nem se preucupa.
tenha um pouco de fé.
que tudo vai dar certo..
tá certo?
te cuida, e sorte e muitas felicidades !


obrigado pela visita, volte sempre !
:*

Zinha Santos disse...

Não sei o nome da técnica que minha mãe fez, mas acho que tem um pouco mais de 10 anos... a dela acredito que tenha sido transplante mesmo, ocorreu tudo muito bem!
E com você espero que ocorra o mesmo, afinal, com o avanço da medicina, a gente se preocupa cada vez menos!
Bjoo!