28 janeiro 2009

Diferença entre as técnicas DSAEK e DMEK

No meu primeiro transplante utilizei a técnica DSAEK. Nesta técnica, por uma pequena incisão feita no olho, é retirado o endotélio (parte doente da córnea) e uma parte do estroma e, após, é colocado o endotélio da parte do doador.


No DMEK é retirado apenas o endotélio que possui de 4 a 6 mm.


É uma cirurgia que exige grande cuidado e ainda é preciso posicionar a parte da córnea do doador exatamente no lugar para que, ao se unirem (córnea do doador com a córnea do receptor) não aconteça uma colagem errada ou disforme.


Foi o que aconteceu comigo no primeiro transplante, por isso refiz utilizando agora o transplante penetrante onde é retirado 90% da minha córnea (o botão central) ficando apenas o contorno dela para que o meu epitélio de forme novamente.

----------------------------------

Hoje completo 20 dias de transplante. Minha córnea está cristalina e pressão ocular normal (12).
Ontem, na consulta semanal já fiz a inscrição para o próximo transplante, agora no olho direito.
Descobri que meu doador tinha apenas 21 anos.
É recente. Faltou-me coragem para saber mais...



Meu olho hoje:

5 comentários:

THIAGO PAULO disse...

Oi...tudo bem?! Espero que sim!!!

Muito interessante o post, não sabia que existiam tecnicas diferentes para fazer o trasplante.

Abraços...

PROTESTOS E disse...

Nuss! que agonia! que coisa delicada!
Mas otimo postar isso aqui, muito informativo!
* disse que as minhas postagens são distantes .. as datas querida?

Pedro Pyratero disse...

muito interresante esse blog, sinceramente nunca vi nada iguallll.
http://pedropyratero.blogspot.com/

Bala Salgada disse...

Que cirurgia mais delicada!
Parabéns, muitas felicidades.

Anônimo disse...

Prezada Alice,
Tenho 46 anos.
Fiz 04 transplantes de cornea (PK) em meu olho esquerdo. O primeiro foi em 1999. Perdi a minha cornea original do olho esquerdo por motivos de uso de lentes de contato. Tive rejeição em todas elas. O último transplante foi a 4 anos atrás. Você acha que o DMEK pode ser uma opção para mim? Com quem e em que local você fez o DMEK? Será que eu tento um 5o transplante (PK)? atualmente estou com problemas de macrobolhas no epitélio e já tive 02 crises mais sérias nos últimos 60 dias. Estou utilizando lentes terapeuticas durante as crises para acelarar a recuperação do epitélio e amenizar o desconforto.

Meu nome é Carlos Henrique Frauches, e-mail carlos.frauches@fidens.com.br , BH/MG