13 agosto 2008

Banco de Olhos da Bahia registra 120 doações este ano

O Banco de Olhos da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia já registrou, este ano, 120 doadores de córneas, um aumento significativo em relação a anos anteriores - 100 doações durante todo o ano de 2006 e 70, em 2005.
O coordenador técnico do serviço, o oftalmologista Jorge Paulo Araújo, explica que o registro de 120 doadores representa 240 córneas doadas, mas, em geral, cerca de 40% das córneas doadas, por motivos diversos, são descartadas. Em função disso, foram realizados 133 transplantes de córnea no estado em 2008.
A espera pela cirurgia no estado pode ser superior a um ano.
Segundo o oftalmologista, com a maior conscientização da população sobre a importância da doação e o apoio de todos os segmentos da sociedade, sobretudo da mídia, “a fila de espera para transplante de córnea pode ser zerada”.
“Na Bahia, a cultura de doação de órgãos é pouco difundida, o que gera imensa quantidade de negativas familiares dos potenciais doadores”, aponta Jorge Paulo, acrescentando que o engajamento da sociedade em geral nas campanhas educativas também é muito pequeno na Bahia.
O Banco de Olhos é responsável pela retirada, transporte, avaliação, classificação, preservação, armazenamento e disponibilização dos tecidos oculares doados, ou seja, por todas as etapas de processamento dos tecidos. “A execução dessas etapas é a única maneira de garantir que os procedimentos serão feitos de forma ética, com segurança, por profissionais capacitados e de acordo com as normas médicas internacionais para esse tipo de atividade”, esclarece o médico.
Qualquer pessoa pode ser doadora de tecido ocular, independente de idade, uso de correção visual (óculos ou lentes de contato) ou de alguma possível doença. “O importante é conversar com os familiares sobre o desejo de doar, porque a família é a única responsável pela efetivação de uma doação e a retirada dos tecidos oculares só pode ser feita com a autorização da família”, enfatiza o coordenador do Banco de Olhos da Bahia. O serviço disponibiliza folhetos informativos, que podem ser solicitados por aqueles que desejam ser doadores.
O oftalmologista garante que a retirada dos tecidos oculares é feita com técnica cirúrgica que não deixa vestígios e não provoca qualquer modificação na aparência do doador. “A doação é feita após a parada do coração e a captação (retirada) dos tecidos oculares pode ser feita até 6 horas depois de constada a morte encefálica”, finaliza Jorge Paulo.
Jorge Paulo Araújo e Marco Pólo Ribeiro, oftalmologista do Banco de Olhos do Estado, participaram recentemente, em São Paulo, do VIII Curso Certificado de Treinamento Técnico e Científico em Banco de Olhos do Brasil, promovido pela Associação Panamericana de Banco de Olhos – Apabo.
O curso, com 15 dias de duração, é avaliado pela revista americana Córnea como o melhor sobre Banco de Olhos da América. Além da troca de experiência, especialistas baianos mantiveram contatos com profissionais de todo o país, inclusive os responsáveis pela implantação de Banco de Olhos que estão bastante avançados em gestão e eficiência, a exemplo de Sorocaba, São Paulo, Cascavel, Fortaleza e Porto Alegre.
Entre os objetivos principais do curso estão a formação de profissionais, a padronização dos procedimentos nos Bancos de Olhos, e o estabelecimento de um sistema de qualidade no processamento dos tecidos oculares doados.
.
Artigo retirado do site do Governo da Bahia - 08/08/2008

8 comentários:

Felipe Augusto (sMOKe) disse...

gostei do blog
bem organizado =)

Juliane disse...

Eu Graças a Deus sou Doadora de Orgãos!

Se vc morre, pq não doar seus orgãos? Vc possivelmente nao vai mais precisar deles, oq que custar fazer alguem feliz?

Erich disse...

É o povo brasileiro de desprendendo de certas idéias do passado ... ótimo blog.


http://algunstrintaanos.blogspot.com/

Gambilandia disse...

Que pena que não é em todos os estados que as pessoas fazem isso, tem muita gente esperando nas filas de doações e demora pra aparecer alguma coisa.

INUTILIDADES disse...

Muito bom vc usar teu blog por causas tão nobres, divulgando éste tipo de notícias.Parabéns mesmo, passarei mais vezes por aqui.

http://www.inutilidades-jds.blogspot.com/

mateusbonez disse...

Parabééns, seu blog é muuito massa :DDDD

Passa no meo ;D
http://tiomah.blogspot.com

roberto disse...

cara amiga tenho um amigo que teve perda da visão do olho esquerdo, ele foi vitima de disparo de arma de fogo em um assalto, teve por conta disso deslocamento de ritina, provocado por estilhaços de chumbo, ele tem 36 anos, se possivel me informe se no caso dele um transplante de cornea, daria a ele uma esperança de poder voltara enxergar, aguardo ansioso por um resposta, que DEUS a abençoe, meu imail é:josecerdeira@hotmail.com

sei que este espaço talves não seja destinado a este tipo de pergunta mais me ajude a ajudar meu amigo.

Marcos Gomes disse...

marcos_almoxarife@hotmail.com.
tenho 43 anos e perdi meu olho direito num acidente hoje estou muito debilitado pois o desgaste do esquerdo é tamanho.mim sinto muito triste e quero saber como entrar para fila de transplante de olhos,sei da espera e mesmo assim conto com possível orientação.obrigado.