26 abril 2009

Meus olhos, tão distantes e tão próximos de mim


Meu olho melhorou. Já está menos vermelho e não sinto mais dor.

Quem não acompanha minha história olha a foto e pensa que meu tx foi no olho direito. Para o OD ainda faltam, no mínimo, 2 cirurgias. Catarata e Transplante.

Olhando os dois nem parece que o transplante foi no esquerdo. Mas foi. E a visão continua ruim.

Eu não sei as sequelas que o primeiro transplante (DSAEK) deixou ou se deixou. Talvez a atrofia na íris não traga problema nenhum. Talvez a própria técnica não tenha deixado suas marcas.

Não sei. Preciso esperar. Preciso crer.

Às vezes me distancio tanto dos meus olhos que eles tornam-se um SER distinto. Ganham vida independente. Um Ser que precisa de incentivo e força, como se fosse alguém tão próximo, que a dor dele se tornasse a minha dor. Que cada pequena vitória dele, fosse a minha própria vitória. Várias pessoas numa só.

Há tanta vida nestes olhos...

4 comentários:

Sebastião Soares disse...

Boa sorte com os olhos. Provavelmente a visão deva ser o mais importante sentido...

abraço

Maurício Moreira disse...

parabens o blog myuito bom

Eu amo a E.Y. disse...

Oi Alice, realmente, pela foto, se você não nos tivesse informado, jamais haveria qualquer suspeita em relação ao olho esquerdo. Torço para que essa atrofia que você citou não cause nenhum problema.

Sigo na torcida pelo êxito total e absoluto!

Beijos!

Anônimo disse...

Esto realmente resuelto mi problema, gracias!