17 novembro 2008

Depoimento de Jacqueline Bandeira

Meu nome é Jacqueline, sou de Juazeiro/Bahia, casada e tenho dois lindos filhos!
Minha história começa a partir do momento que um ventilador LITERALMENTE cai na minha cabeça. Foi exatamente isso que aconteceu na noite de 21 de agosto de 2002 enquanto dormia com meu filho ao meu lado. Percebendo que ele tossia muito por causa do vento forte do ventilador, levantei, desliguei o aparelho e o virei para o lado.
Quando voltei a ligá-lo as paletas de acrílico se partiram atingindo o meu olho esquerdo por dentro e por fora, além do meu supercílio e nariz.
Pronto! Daí em diante minha vida deu uma reviravolta imensa. A possibilidade de ficar cega foi infinitamente dolorosa e desesperadora. Um momento difícil até de descrever.
Na manhã seguinte ao acidente fiz a reconstituição do globo ocular, pois o ventilador partiu o meu olho praticamente ao meio, foram atingidas todas as regiões, menos a retina que, com a força e a violência do impacto, mesmo sem ser diretamente atingida criou uma membrana, contribuindo ainda mais para a minha perda da visão.
Entrei na fila e seis meses depois fiz o meu primeiro transplante de córnea. Não foi fácil, pois meu olho ficou muito machucado. Junto com o transplante fiz mais três cirurgias (Vitrectomia anterior, pupiloplastia e implante de lente intra-ocular). Foi muito complicado controlar a pressão ocular após o transplante. Depois de muitos colírios e medicamentos e mais uma intervenção cirúrgica para abrir uma fístula (para melhor circulação líquido ocular) conseguimos finalmente estabilizar a pressão. Processo que durou aproximadamente dois anos. Quatro anos após o primeiro transplante, a córnea foi rejeitada. Meu sofrimento aumentou muito, pois meu olho sempre estava inflamado muito dolorido. Com isso desenvolvi outros problemas como a ceratopatia bolhosa (as bolhas estouravam e viravam ferida) me causava muita dor e desconforto.
Em fevereiro/2007 entrei na fila novamente, desta vez em Salvador. Um ano e meio depois fiz o meu segundo transplante (agosto/2008). Fiz também mais duas cirurgias na retina, desta vez foi bem menos traumático. A cirurgia foi um sucesso! Os médicos estão bastante otimistas e acham que tenho chances de voltar a enxergar. Hoje, três meses depois das cirurgias realizadas, estou bem melhor. Não sinto mais dor, estou fazendo o acompanhamento e já tirei os quatro primeiros pontos. Minha nova córnea está ótima.
Trabalho e levo minha vida normalmente. Consegui terminar a faculdade. Me formei em pedagogia e farei especialização em educação especial, para ter a oportunidade de contribuir e ajudar mais as pessoas. Esse é o meu maior objetivo.

O IMPORTANTE É NUNCA DESISTIR. Fácil não é, mas com o apoio da família, médicos competentes e acima de tudo muita fé em Deus, que nos dá força e coragem para superar os momentos difíceis, nossos medos, inseguranças e as barreiras que encontramos no caminho, conseguiremos seguir em frente lutando e ainda teremos forças para ajudar ao próximo...
.
Jacqueline, ter te conhecido pessoalmente e ter sentido toda a tua força e coragem, só confirmam a grande admiração que tenho por ti.
Deus nos dá as pedras que podemos carregar e se as suportamos, tudo fica mais fácil.

9 comentários:

J.F. Marques disse...

Vi o blog por cima, não gosto de ler esses textos que falam sobre essas coisas, nada pessoal. Mas o blog tem conteúdo, e para quem gosta do assunto é um prato cheio.
Parabéns e abraços.

Bruno Battousai disse...

É verdade, temos que levar o fardo q nos foi dado!

Trujillo disse...

Dolorosa. Trabalhosa experiencia. Mas o sensacao e seu poder se sensibilidade perante os outros e vc mesma sera um dos principais ganhos.
Parabens pela sua conquista.
Abrcs

By melrym disse...

poxa eu tenho um parente q passou a mesma dor,
é complicado...

mas o jeito é nunca desistir!


http://melrym.blogspot.com/

Samires França disse...

Fé, esperança e superação...

difícil descrever a grandeza dessas três palavrinhas.

Lucas disse...

Parabens mais uma vez pelo blog, ja vim ate aqui outras vezes e admiro muito seu trabalho. Sou estudante de medicina e uma das provaveis especialidades que eu escolha e oftalmo, e se a escolher pretendo ajudar a criar um banco de cornea em minha cidade, que ainda nao possui um. Abcs!

Elton Rosa disse...

Fico muito feliz quando vejo pessoas fortes no mundo como é o seu caso, tenho certeza q naum foi nada fácil pra vc, e esse depoimento seu é muito importante pra ajudar pessoas q passam por problemas semelhantes ao seu... Ah se todos tivessem a força de vontad de viver q vc tÊm! parabéns

Cássia Barbosa disse...

Nossa, quanto tempo vc não aparecia pelo meu blog.
Adorei a presença. Apareça mais vezes.
Conseguiu se atualizar, ou ficou mt perdida????

м α ỷ т т α disse...

Nossa...

que história, viu??

Bom blog esse mesmo...

=]

beijO

volte sempre ao meu mundinho ;)